“Três, dois , um ….. e os fogos iluminam o céu, o champagne borbulha, e os olhos automaticamente se fecham, e alma sonha, pede, agradece, sorri e chora. A esses breves segundos, que doces segundos, o calendário acaba, e inicia-se um novo, um ano todinho novo em folha começa, e com eles nossas promessa ganham mais força, e metas novas serão traçadas.

        Como é bom podermos acreditar que alguns breves segundos possam renovar nossas forças, mas a “virada” é um dia como todos os outros ele tem 24h, anoitece igual e o primeiro dia novo inicia-se igual, talvez ainda estejamos bêbados, e com a nossa roupa branca de promessas não tão branca assim e com nossa dignidade ainda tropega, mas com o ânimo de que temos um ano inteirinho para que possamos fazer diferente, fazermos mais, amarmos mais, sonharmos mais, viver mais, acreditar mais. È acreditar, é disso que estamos carente de crer, de ter fé, de confiar, crer que podemos mais, que somos capazes, ter fé no desconhecido, ter fé que a humanidade ainda tem salvação e que procriara ainda vale pena, confiar no novo amanhecer, confiar que após os dias nublados o sol vai brilhar novamente, confiar que amar sempre vale a pena, confiar que podemos ser felizes.

       Então quando a contagem regressiva começar, quero fechar os olhos e desejar que possamos amar, acreditar e sonhar com a inocência de uma criança, se o ano que passou não foi o esperado, se as metas anotadas na primeira folha da agenda amarelaram e não foram cumpridas, se seu coração foi partidos em muitos pedaços, deixe que eles caiam assim como as ultima folha do calendário, temos um ano todo para escrever mais metas, e consertarmos o coração, temos 365 dias para acreditarmos que no final do ano que vem vai ser diferente. E qual seria a graça se não tivéssemos essa chance de acreditar no novo de novo ?

Saiba que estou lá fora
Pensando em você, me importando com você
Fazendo-a se sentir segura
E todos seus medos, todo o seu passado é lavado
E só resta a esperança em seu abraço
Agradeço a Deus por cada erro que cometi
Porque cada um me levou ao caminho que me trouxe até você
Quando finalmente nos encontrarmos
Eu quero que você me abrace
Me abrace a noite toda
Vou pegar seu cabelo
Lhe dizer que sou um homem e
Mostrar que você é uma mulher
Até existir só o agora. Você, eu e o agora
Não peço pelas explicações da noite, eu espero por isso
E isso envolve a mim, você, a luz, e as sombras

Eu devo seguir em frente, eu tenho que seguir em frente, sem olhar pra trás, seguir , pois como diz o ditado eu já sei onde estive agora tenho que descobrir pra onde vou. E esse cara do dormindo do meu lado com um rosto familiar e inocente e que tem uma aliança com meu nome gravado no dedo não me merece pela metade, não merece que eu passe as madrugadas ao lado dele com o pensamente em outra cama.

        Falando nisso nem sei em que cama você ta dormindo,sempre foi assim, inconstante, pouco confiável, como esquecer as muitas madrugadas na janela com o celular na mão a espera de um retorno as inúmeras chamadas e mensagens que nunca chegavam porque ao contrario de mim ,você não se importava e não se importa e talvez nunca ira se importar.

      Mas eu ainda me importo.

    Droga eu ainda me importo, depois de tanto tempo, mesmo estando com um cara que me ama, que da satisfações o tempo todo e que não reclama de passar o final de semana cuidando da minha tia avó é de você que sinto falta, é com  você, mesmo que inconscientemente faço planos de um futuro que não irá existir, e não com o cara ai do lado.

     Mas como esquecer tantos planos, tantas viagens, tantos beijos, tanto sexo. Como esquecer os domingos em baixo das cobertas quando o dia era chuvoso e frio, ou dos dias no mar, dos beijos salgados quando fazia calor, dos porres, e das ressacas, daquilo tudo que eram meus planos e que com tua chegada você tornou tão facilmente em “os nossos planos”.
 
   Agora você deve estar vendendo esses sonhos, esses planos e esses beijos para outra ou outras, e eu fico aqui com o brilho da lembrança, com a saudade que vai apertando o peito e tentando ser feliz com o meu novo namorado e tentando acreditar que sou feliz e que amo ele, nem que seja por ele me amar tanto. Porque por nos eu já fiz tudo o que pude, liguei, chorei, bebi, e tudo foi em vão vou tentar uma coisa nova, uma coisa chamada seguir em frente. Quem sabe lá está você a minha espera. Sonhar foi a unica coisa que não deixei de fazer.

"Tá frio aqui não estou falando do clima, ta agradável ate, o frio que estou falando é na alma, é dentro, é um frio que me deixou aqui congelado fitando alguma coisa na janela. É engraçado como as coisas estão agora era tudo tão colorido, quente e ritmado quando você estava aqui as coisas se encaixavam faziam sentido, até a mancha de café que você deixou no sofá da varanda lendo seus poemas, e as vezes recitando alto para que eu pudesse ouvir, agora só a mancha me faz companhia, talvez algum livro velho na pratilheira que você deixou par trás talvez de proposito para que eu leia algo que não seja a programação da tv a cabo, mas já adianto que foi cruel da sua parte.

Mas não adianta, você não se importa, porque não se importou quando deixou a mim, a marca do sofá, o livro da pratilheira e o meu coração espedaçado no batente da porta. Mas vou seguir em frente, afinal tenho que regar a nossa samambaia do amor, ou talvez eu deva jogar ela pela janela junto com seu maldito livro, o meu coração despedaçado e o amor que não foi correspondido. E quer saber tomara que caia na sua cabeça” 

Eu sentia uma vontade imensa de ter você bem perto de mim, mas ao mesmo tempo havia um medo que nos rondava, mas era um medo de um perder o outro. Nossos olhares diziam tudo que sentimos em relação a esse sentimento que nós dois alimentamos dentro do peito. Você de certa forma, preencheu meu coração de uma maneira que nenhuma outra pessoa foi capaz de fazer isso. Eu sentia uma saudade imensa, e não via a hora de poder de ver de novo e sentir aquela sensação boa de poder estar ao seu lado de novo.
To Tumblr, Love Pixel Union